Bem vindo ao Site Brasileiros Muçulmanos - Últimos Artigos: Capítulo 91, Ash-Shams (O Sol) - Capítulo 93, Ad-Duha (As Horas da Manhã) - Orientação no Islã - Capítulo 111, Al-Masad (O Esparto) - Capítulo 109, Al-Kafiroon (Os Descrentes) - Capítulo 108, Al-Kawthar (A Abundância) - A história de Abdur-Rahman Ibn Awf - Capítulo 113, Al-Falaq (A Alvorada) - Capítulo 114, An-Nas (Os Humanos) - Capítulo 3, versículos 159 & 160 - Capítulo 3, versículos 144 e 145 - Capítulo 32, As-Sajdah (A Prostração) - Capítulo 28, Al-Qasas (As Narrativas) (parte 2 de 2) - Capítulo 28, Al-Qasas (As Narrativas) (parte 1 de 2) - As origens pagãs do Natal -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).
Capítulo 91, Ash-Shams (O Sol)
  Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

https://www.wallpaperup.com/uploads/wallpapers/2012/07/21/6886/39846aff7773705008ef70b9cf9fdff1-700.jpg

 

Descrição: Deus explica uma das qualidades inatas da humanidade, a capacidade de escolher entre o certo e o errado.  O fato de que há consequências para todas as nossas escolhas é demonstrado através da história do povo de Thamud.

Por Aisha Stacey (© 2019 IslamReligion.com)

 

O Sol (Ash-Shams) é o nonagésimo primeiro capítulo nos cento e quatorze capítulos do Alcorão.  Este é um dos capítulos curtos encontrados no final do Alcorão.  Aqui quase todos os versos e capítulos foram revelados em Meca, no início da missão profética de Muhammad, que a misericórdia e as bênçãos de Deus estejam sobre ele.  Neste período inicial as revelações estavam principalmente preocupadas com o estabelecimento da fé e das crenças fundamentais do Islã.  O tema central deste capítulo é a escolha entre purificação ou corrupção da alma e a nação de Thamud é usada como um exemplo de corrupção.

O título, O Sol, vem da descrição do sol no primeiro versículo.  Quando este capítulo é recitado na língua árabe, mantém rimas melódicas ao longo de seus quinze versículos.  Estes poucos versículos curtos abrangem uma grande verdade, a natureza da humanidade e suas habilidades inerentes de escolher entre o certo e o errado e decidir seu próprio destino.

Versículos 1-10 Sucesso ou fracasso

Deus jura por uma série de fenômenos celestiais.  O sol brilhante e radiante, a lua, o dia em que o esplendor do sol é revelado, e a noite que desce para cobrir a Terra.  Deus jurando por esses objetos lhes dá um significado adicional e chama a atenção para sua natureza extraordinária e a magnificência Daquele que os criou.

O juramento especifica a beleza do sol quando nasce, mas também seu efeito sobre a terra quando o dia é revelado.  Nossa familiaridade com o sol, por vezes, nos permite ignorar este magnífico fenômeno e sua beleza e função, mas este juramento nos lembra do espetáculo diário.  O coração humano há muito tempo sente um fascínio com a lua e nas noites claras de luar pode-se sentir a majestade de Deus no espaço que nos rodeia.  Quando a noite desce, é capaz de cobrir e esconder tudo e a terra está calmamente esperando o esplendor do sol para despertá-la.

O Alcorão frequentemente exorta a humanidade a ponderar e refletir sobre o universo.  E Deus continua a jurar pelo céu e como Ele o construiu, e pela terra e como Ele a estendeu.  Quando Deus jura pela construção do céu pensamos imediatamente nos céus acima de nós, mas realmente sabemos muito pouco sobre o céu e como ele foi construído.  Mesmo neste século cientificamente avançado, continuamos a querer saber o que o mantém unido, acima de nós, etéreo, mas de alguma forma sólido.  Quando Deus se refere a terra, nos lembra de que a vida neste planeta não teria sido possível se Deus não tivesse incorporado as características e as leis naturais que tornam possível todo tipo de vida.

Deus, então, jura pela alma e como Ele a equilibrou e refinou dando-lhe o conhecimento do que é certo e o que é errado.  A humanidade é uma das maravilhas mais notáveis porque Deus moldou e inspirou cada pessoa com o conhecimento da maldade e da piedade, e a capacidade de escolher entre uma e outra.  A humanidade tem a capacidade inata para determinar o seu próprio curso de ação e é, portanto, responsável por cada escolha.  Aqueles que fazem as escolhas certas serão bem sucedidos e aqueles que escolhem corromper sua alma pura fracassarão.  Deus, por sua vez, não deixa a pessoa ou alma vagando sozinha e tentando decidir o que é certo; Ele fez a mensagem clara para qualquer um que procura se beneficiar dela.

Versículos 11-15 povo de Thamud

Nestes versículos Deus usa um evento histórico para explicar melhor os versículos anteriores.  Com crueldade arrogante o povo de Thamud chamou o Profeta Saleh (que foi escolhido por Deus para entregar Sua mensagem) de mentiroso e o negaram.  Quando a pessoa mais miserável entre eles foi enviada para paralisar a camela, que tinha sido enviada por Deus como um sinal, o Profeta Saleh disse-lhes para não a prejudicarem (a camela).  Ele também lhes disse para deixarem a camela beber nos dias em que tinham sido atribuídos a ela.  O povo de Thamud o ignorou, esquartejaram a camela e depois a mataram sem pensar nas consequências de suas ações.  Como resultado da sua insolência ultrajante uma terrível calamidade se abateu sobre o povo de Thamud.  Deus os destruiu completamente.

Deus não teme as consequências do que Ele faz.  Deus não é como os reis e governantes do mundo, que, quando querem adotar alguma ação contra um povo, são obrigados a considerar quais serão as consequências de suas ações.  O poder de Deus é supremo.  A humanidade, no entanto, deve temer as consequências porque o Dia do Juízo está chegando, e cada pessoa vai responder a Deus pelas escolhas que fez.  Deus não é questionado sobre o que Ele faz, mas Seus servos certamente terão que explicar suas ações.

Este capítulo vincula a alma humana a fenômenos celestiais que experimentamos regularmente.  O sol nasce, a lua surge, o dia revela a terra em todo seu esplendor e a noite é capaz de encobrir e ocultar.  É constante e repetitivo.  As leis de Deus que determinam o fracasso ou o sucesso também são constantes.  Ele planeja sabiamente, define um tempo para tudo e um propósito para cada ação.

 

https://www.islamreligion.com/pt/articles/11337/capitulo-91-ash-shams-o-sol/

Hierarquia do Artigo:
Artigos O Alcorão Sagrado Capítulo 91, Ash-Shams (O Sol)


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Meu Amor por Jesus
Nasci católico e como tal fui educado na crença de que o catolicismo era a única religião verdadeira. saiba mais
Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso site o "Nobre Alcorão e seus Significados em Português" saiba mais
Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a bela recitação do Alcorão, você também pode ler o "Nobre Alcorão" saiba mais
Assista como fazer Oração
Saiba como praticar a oração, desde a ablução, até a recitação do alcorão em árabe. saiba mais
Últimos Vídeos
Divulga Islam
Somos um grupo de muçulmanos brasileiros que trabalha com a divulgação do islam na internet saiba mais

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br Site Brasileiros Muçulmanos © 2009-2019

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2019 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3

Os materiais postados neste site não refletem necessariamente as visões do Grupo Divulga Islam, o qual não reivindica responsabilidade sobre os artigos contidos neste site, sendo os mesmos de responsabilidade dos seus escritores.

É necessário utilizar o Firefox para este site
voltar ao topo